Início / Curiosidades / Os 27 trabalhos mais prejudiciais para a sua saúde

Os 27 trabalhos mais prejudiciais para a sua saúde

banneradsense2

Alguns trabalhos possuem mais riscos para a saúde do que outros. Uma enfermeira que trabalha em um hospital ou um Cirurgião-Dentista que trabalha em uma clínica são mais susceptíveis a pegar uma doença infecciosa do que um advogado que trabalha em um escritório, por exemplo.

Para classificar os postos de trabalho mais insalubres dos Estados Unidos, foram utilizados dados da Rede de Informação Ocupacional (Occupational Information Network) e um banco de dados do Departamento do Trabalho dos EUA (US Department of Labor) cheio de informações detalhadas sobre as ocupações.

A fim de analisar os trabalhos pelo seu impacto na saúde dos trabalhadores, foram tomadas medidas de seis riscos de saúde em cada uma das 974 ocupações no banco de dados:

  1. Exposição a contaminantes;
  2. Exposição à doença e infecção;
  3. Exposição a situações de risco;
  4. Exposição a radiações;
  5. Risco de pequenas queimaduras, cortes, mordidas, e picadas;
  6. Tempo gasto por sessão

Foram feitas pontuações desses fatores em uma escala de 0 a 100, sendo uma pontuação mais elevada uma indicação de maior risco de saúde.

Veja abaixo quais são os trabalhos em ordem de risco que possuem um maior potencial para prejudicar a saúde:

 

1- Dentistas (cirurgiões-dentistas), Auxiliares e Técnicos de consultório odontológico

1
Pontuação de insalubridade geral: 65.4

O que eles fazem: Examinar, diagnosticar e tratar doenças, lesões e malformações dos dentes e gengivas. Podem tratar doenças dos tecidos dentais que afetam a higiene oral, colocar aparelhos dentários, fornecer cuidados preventivos, etc.

2. Comissários de bordo
2

Pontuação de insalubridade geral: 62.3

O que eles fazem: Prestar serviços pessoais para garantir a segurança e conforto dos passageiros das companhias aéreas durante o voo. Cumprimentam os passageiros, verificam bilhetes, explicam o uso de equipamentos de segurança, e servem alimentos e bebidas.

3. Anestesiologistas, anestesistas e assistentes anestesista

3

Pontuação de insalubridade geral: 62.3

O que eles fazem: Administrar anestésicos ou sedativos durante procedimentos médicos, e ajudar os pacientes a se recuperar da anestesia.

4-Veterinários, auxiliares de veterinários e técnicos 

4

Pontuação de insalubridade geral: 60.3

O que eles fazem: diagnosticar, tratar, ou investigar doenças  e lesões de animais e realizar exames médicos em um ambiente laboratorial.

5-Podólogos

5

Pontuação de insalubridade geral: 60.2

O que eles fazem: Diagnosticar e tratar doenças e deformidades do pé humano.

6- Inspetores de Imigração e Alfândega 

6

Pontuação de insalubridade geral: 59.3

O que eles fazem: Investigar e inspecionar as pessoas, portadores  de bens comuns e mercadorias, chegando em saindo de aeroportos e estradas rodoviárias, para detectar violações de leis e regulamentos de imigração e alfândega.

7- Histologistas e técnicos histológicos

7

Pontuação de insalubridade geral: 59.0

O que eles fazem: Preparar lâminas histológicas de cortes de tecido para exame microscópico e diagnosticar patologistas.

8- Os operadores de máquinas nos sistemas de abastecimento de  água e  de tratamento de esgoto

8

Pontuação de insalubridade geral: 58.2

O que eles fazem: Operar ou controlar todo um processo ou sistema de máquinas, para transferir e tratar a água residual.

9-Engenheiros estacionário e operadores de caldeira

9

Pontuação de insalubridade geral: 57.7

O que eles fazem: Operar ou manter motores estacionários, caldeiras e outros equipamentos mecânicos para fornecer serviços públicos para os edifícios ou processos industriais.

10 – Médicos assistentes, Tecnólogos e Técnicos

10

Pontuação de insalubridade geral: 57.3

O que eles fazem: Auxiliam nas operações, sob a supervisão de cirurgiões médicos, enfermeiros e outro pessoal qualificado. Realizam testes de laboratório médico.

11 – Operadores de bombas de petróleo e gás natural

11

Pontuação de insalubridade geral: 56.0

O que eles fazem: Operam equipamentos e bombas através de um buraco de perfuração.

12- Pilotos de avião, co-pilotos e engenheiros de voo

12

Pontuação de insalubridade geral: 55.7

O que eles fazem: Pilotar e navegar o voo de aviões e aeronaves em rotas de transporte de passageiros e carga.

13 – Técnicos em equipamentos médicos

13

Pontuação de insalubridade geral: 55.7

O que eles fazem: Preparar, esterilizar, instalar equipamentos e instrumentais médicos. Podem executar tarefas laboratoriais de rotina, operar ou inspecionar equipamentos.

14 – Técnicos Operadores de equipamentos Nucleares 

14

Pontuação de insalubridade geral: 55.2

O que eles fazem: Operar equipamentos que utilizam energia nuclear. Ajudam cientistas na liberação, controle, ou a utilização de energia nuclear em atividades de laboratório ou de produção.

15 – Garis, Catadores de Resíduos e Materiais recicláveis

15

Pontuação de insalubridade geral: 55.0

O que eles fazem: coletar e despejar lixo e materiais recicláveis ​​em caminhões.

16 – Reparadores de Materiais refratários 

16

Pontuação de insalubridade geral: 54.8

O que eles fazem: Construir ou reparar equipamentos, tais como fornos, fornos, cúpulas, caldeiras, conversores, conchas, poços de imersão e fornos, utilizando materiais refratários.

17 – Operadores de máquinas de mineração

17

Pontuação de insalubridade geral: 54.0

O que eles fazem: Operar máquinas de mineração autopropulsados ​​que rasgam carvão, metais e minérios não metálicos, rocha, pedra, areia ou da face mina e carregá-lo em transportadores ou em carros de transporte em uma operação contínua.

18- Técnicos de emergência médica e paramédicos

18

Pontuação de insalubridade geral: 54.0

O que eles fazem: Avaliar lesões, administrar cuidados médicos de emergência, e libertar os indivíduos presos em destroços de acidentes. Transportar feridos ou doentes para instalações médicas.

19- Operadores de Sistema de Máquinas Químicas

19

Pontuação de insalubridade geral: 53.7

O que eles fazem: Controlar ou operar processos ou sistemas de máquinas químicas.

20- Operadores unidade de serviço (petróleo, gás e mineração)

20

Pontuação de insalubridade geral: 53.7

O que eles fazem: Operar equipamentos para aumentar o fluxo de petróleo a partir de poços produtores ou remover tubo entupidos, ou outras obstruções de poços de perfuração e outras operações de mineração.

21 – Enfermeiros de cuidados críticos

21

Pontuação de insalubridade geral: 53.5

O que eles fazem: Prestar cuidados de enfermagem avançado para pacientes em unidades de cuidados intensivos.

22 – Mecânicos ou instaladores de Sistemas de Refrigeração 

22

Pontuação de insalubridade geral: 53.3

O que eles fazem: instalar e reparar sistemas de refrigeração industrial e comercial.

23 – Tecnólogos de medicina nuclear

23

Pontuação de insalubridade geral: 53.0

O que eles fazem: Preparar isótopos radioativos para uso em procedimentos médicos de diagnóstico

24- Reparadores ou Instaladores de Elevadores

24

Pontuação de insalubridade geral: 52.8

O que eles fazem: Instalar elevadores e reparar elevadores com problemas.

25 –  Embalsamadores

25

Pontuação de insalubridade geral: 52.8

O que eles fazem: Preparar corpos para o enterro em conformidade com os requisitos legais.

26- Operadores de fornos de metal de refinação e concursos

26

Pontuação de insalubridade geral: 52.8

O que eles fazem: Operar ou tendem fornos para derreter e refinar de metal antes de lançar ou para produzir determinados tipos de aço.

27- Radiologistas

27

Pontuação de insalubridade geral: 52.8

O que eles fazem: Examinar e diagnosticar distúrbios e doenças usando raios-X e materiais radioativos.

Fonte de Pesquisa: Business Insider

COMPARTILHE ESTE ARTIGO:

Comente Aqui!

Comentário(s)

Sobre Dr. Daniel Moreira de Bulhões

Cirurgião-Dentista graduado em Odontologia pela Universidade Federal de Alagoas- UFAL, Cursou parte de sua graduação nos Estados Unidos durante o "Brazil Scientific Mobility Program" na University of Kentucky. Pós-graduando em Prótese Dentária e Implante Dentário pela Faculdade de Sete Lagoas de Minas Gerais. Empresário, Diretor clínico da "Evolution Dental Clinic" e sócio-proprietário da MOLART (www.molart.com.br), loja de presentes exclusivos e criativos para dentistas. Foi professor voluntário de Saúde Bucal dos cursos de extensão da Faculdade FACIMA para a Terceira Idade, estagiário do Ministério da Saúde no PET-Saúde, presidente e fundador da Liga de Prótese Dentária, três vezes monitor de Prótese Dentária na Clínica Integrada da UFAL, membro da comissão de tecnologia da informação e comunicação do CRO/AL e Presidente do Centro Acadêmico de Odontologia CAO-UFAL. Se aperfeiçoou em Facetas e Laminados cerâmicos, Toxina Botulínica e Preenchimento Facial, Cirurgia buco dentária, Radiologia, Odontologia Estética, Endodontia e Dentística pelo Instituto Odontológico do Nordeste. Venceu três prêmios como melhor Blog de Saúde, Cultura e Educação. É autor-responsável pelo Blog Profissão Dentista, Digital Influencer e Webmaster com experiência em Mídias Sociais e Marketing Digital na Odontologia, onde palestra e dá cursos sobre o assunto.

Veja Também!

Irrigação intracanal

Por que irrigar? Porque a ação mecânica da instrumentação de canais não é suficiente. Deve-se ...