Início / Curiosidades / Mucocele e Rânula: Características clínicas e Tratamento

Mucocele e Rânula: Características clínicas e Tratamento

banneradsense2

MUCOCELE

Fenômeno de extravasamento de muco (mucina). A mucocele é uma lesão muito comum da mucosa oral resultante da ruptura de um ducto de glândula salivar e o extravasamento de mucina para dentro dos tecidos moles adjacentes. Este extravasamento geralmente é resultante de um trauma local, embora muitos casos não haja história de trauma associado.  Diferente dos cistos do ducto salivar, a mucocele não é um cisto verdadeiro porque tem revestimento epitelial circundante.

Características Clínicas

  • Se apresentam como aumentos de volume mucosos em forma de cúpula
  • Tamanhos variados de 1 a 2 mm a alguns centímetros
  • Mais comum em crianças e adultos jovens (pelo fato de estarem mais propensos a experiências de trauma)
  • Lesão com coloração azulada ou normocrômicas
  • Lesão flutuante, mas algumas são firmes à palpação
  • Tempo de evolução varia de poucos dias a diversos anos.
  • Lábio inferior é o local mais comum para ocorrer a mucocele (81% dos casos)
  • Raramente ocorrem no lábio superior
  • Podem romper-se periodicamente e liberar seu conteúdo fluido
  • Quando se rompem deixam úlceras rasas dolorosas que cicatrizam em poucos dias.
  • Episódios recidivantes na mesma localização são comuns.

mucocele-labial

mucocele-jugal

Tratamento e Prognóstico

Algumas mucoceles são lesões autolimitantes que se rompem e cicatrizam sozinhas. Entretanto, muitas dessas lesões são de natureza crônica, e a excisão cirúrgica local é necessária. Para remover o risco e recorrência, o cirurgião-dentista deve remover qualquer glândula salivar menor que possa localizar-se dentro da lesão quando a área for excisada. O tecido excisado deve ser submetido à avaliação microscópica para confirmar o diagnóstico e descartar a possibilidade de tumores de glândula salivar. O Prognóstico é excelente, embora algumas mucoceles necessitem de reexcisão, especialmente se as glândulas subjacentes não tiverem sido removidas.

RÂNULA

É uma mucocele (extravasamento de muco) que ocorre no assoalho da boca. Este nome é derivado da palavra em latim, rana, que significa “rã”, pois o aumento de volume pode lembrar o ventre translúcido de uma rã. A origem da mucina extravasada é usualmente a glândula sublingual, mas as rânulas podem também se originar do ducto da glândula submandibular, ou possivelmente, das glândulas salivares menores presentes no soalho da boca.

Características Clínicas

  • Ocorre no soalho da boca
  • Se apresenta como um aumento do volume flutuante
  • Formato abaulado
  • Coloração azulada
  • Vista mais frequentemente em crianças e adultos jovens.
  • Essas lesões tendem a ser maiores que as mucoceles de outras localizações orais.
  • Geralmente se desenvolvem em grandes massas que preenchem o assoalho da boca e elevam a língua.
  • Localiza-se lateralmente à linha média, se diferenciando do cisto dermoide da linha média.
  • Seu conteúdo mucoso também pode ser liberado durante o rompimento e então se formam novamente.

ranula

Tratamento e Prognóstico

O tratamento da rânula consiste na remoção da glândula sublingual e/ou marsupialização. A marsupialização consiste na remoção da porção superior da lesão intraoral, que geralmente pode ser bem-sucedida para as rânulas pequenas e superficiais associadas.  Entretanto, a marsupialização geralmente não é bem-sucedida para rânulas grandes que se desenvolvam a partir do corpo da glândula sublingual. A maioria dos autores enfatiza que a remoção da glândula afetada é uma importante consideração na prevenção de recorrências da lesão.

Fonte de Pesquisa: Neville

COMPARTILHE ESTE ARTIGO:

Comente Aqui!

Comentário(s)

Sobre Daniel Moreira

Graduando em Odontologia pela Universidade Federal de Alagoas- UFAL. Ex-bolsista do Programa Ciências Sem Fronteiras (Brazil Scientific Mobility Program) na University of Kentucky nos Estados Unidos. Presidente da Liga Acadêmica de Prótese Dentária da UFAL, técnico em Prótese Dentária pelo SENAC-AL, monitor de Prótese Clínica da UFAL e monitor do Projeto Trauma Dental. Foi professor voluntário de Saúde Bucal dos cursos de extensão da Faculdade FACIMA para a Terceira Idade, estagiário do Ministério da Saúde no PET-Saúde, membro da comissão de tecnologia da informação e comunicação do CRO/AL e Presidente do Centro Acadêmico de Odontologia CAO-UFAL. Se aperfeiçoou em Cirurgia buco dentária e atualmente está se aperfeiçoando em "Odontologia Estética" (Dentística) e em Endodontia pelo Instituto Odontológico do Nordeste - IDENT. Venceu três prêmios como melhor Blog de Saúde, Cultura e Educação. É autor-responsável pelo Blog Profissão Dentista, Digital Influencer e Webmaster com experiência em Mídias Sociais e Marketing Digital.

Veja Também!

Periodontites: Enfermidades que acometem o Periodonto de Inserção

ENFERMIDADES QUE ACOMETEM O PERIODONTO DE INSERÇÃO (Periodontites)   PERIODONTITES Processo infeccioso causado por microrganismo ...